Sexta-feira, 1 de Dezembro de 2006

Acidentes com cavalos na EN 103 em estudo

Transcreve-se a notícia do Jornal de Noticias de hoje sobre a EN 103 e sobre os acidentes com cavalos que infelizmente continuam a acontecer.

 

 

A vedação parcial da EN 103, no concelho de Vieira do Minho, é uma das soluções apontadas para atenuar os acidentes rodoviários resultantes dos animais selvagens da serra da Cabreira. Esta proposta - já equacionada à mesa da Comissão Distrital de Segurança Rodoviária - carece, contudo, de um amplo consenso entre as partes envolvidas neste processo, tanto mais que o estudo final deverá contemplar, ainda, o devido enquadramento jurídico das alterações impostas.


Um estudo sobre a implementação de medidas de segurança rodoviária na EN 103, no traçado afecto aos concelhos da Póvoa de Lanhoso e e Vieira do Minho, deverá estar concluído em meados do 2007, após medidas concertadas entre as autarquias locais, forças de segurança, associações de defesa animal, serviços de ordenamento florestal e Estradas de Portugal.


Albino Carneiro, presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, manifesta-se preocupado com a "descarga ilegal" de animais (cavalos) na Cabreira, situação que, em sua opinião, nada tem a ver com os garranos que habitam a serra, estes, de resto, identificados e controlados pela Associação de Equinos de Raça Garrana.


Nos últimos anos, a EN 103 tem registado uma média anual de cerca de uma dezena de acidentes provocados por animais, situação que tem levantado alguma contestação popular. Para atenuar os efeitos desta sinistralidade, a Comissão Distrital de Segurança Rodoviária aconselha, numa primeira fase, a implementação de "piquetes de vigia" da estrada nacional, nos chamados "pontos críticos" e a instalação de sinaléctica luminosa.


Numa alusão ao relatório do mês de Outubro, aquela comissão revela uma diminuição do número de acidentes (228) e de vítimas (4), comparativamente ao mês homólogo do ano transacto. De resto, os números da sinistralidade no distrito de Braga, este ano, evidenciam uma redução significativa de 29% da taxa de acidentes de viação, muito abaixo da média nacional, que é de 24%.


Durante o mês de Outubro, as forças de segurança intensificaram as acções de fiscalização (15245 viaturas", de que resultaram 3394 infracções e instaurados 5348 autos de contra-ordenação. Magalhães Costa

 

pontos de interesse:
Vila de Ruivães às 13:25

| deixar comentário