Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Ruivães nos anos 60 do século XX

002yh9sa

pontos de interesse:
Vila de Ruivães às 20:15

| deixar comentário
8 comentários:
De Cousin a 27 de Dezembro de 2007 às 14:39
Super engraçado de ver esta fotografia...
Entao quer dizer que o café central, o antigo quartel dos bombeiros ou seja o edifício a farmácia o posto medico foi construído mesmo a pouco tempo?
De Ana Duarte a 27 de Dezembro de 2007 às 16:53
O edifício do antigo Posto Médico e Farmácia é o que está à esquerda na foto...
De Cousin a 28 de Dezembro de 2007 às 07:26
Aonde se encontrava o doutor "o preto" será isso
De Ana Duarte a 28 de Dezembro de 2007 às 09:38
Cousin!
Da esquerda para a direita, os edifícios que vês são:
- antigo Posto Médico e actual e antiga farmácia;
- casa do Dr. Mendes Tavares;
- Edifício do mercado "Delfim";
- mni-mercado Leal;
- torre da Igreja;
- Casa da Senhorinha.
Comparando com a actualidade, apenas falta o Jardim de Infância e o antigo quartel dos Bombeiros.
Feliz 2008!
De alguém que não deixou o nome a 28 de Dezembro de 2007 às 18:52
Nos tempos de hoje ainda se verifica que
continua a existir raçismo,ou falta de ética,
pois o Dr.Mendes Tavares,foi um excelente
médico .
De Cousin a 28 de Dezembro de 2007 às 19:53
Caro amigo ...
Racismo para esse Doutor, é impossível , ate o doutor PRETO me fez curativos quando era pequeno e sempre o conheci por o doutor preto e nunca me disse de não o chamar assim.
Racismo, ódio ,vontade de vomitar è de ler comentários desse tipo e sobretudo de pessoas que não tem identidade.
Mas mando te umas boas festas de fim de ano 2007 e que 2008 te traga juízo e amigos mas isso vai ser difícil ...
De Mário cunha a 28 de Dezembro de 2007 às 18:46
esta parte onde é agora os bombeiros era
em tempos que ja la vão o campo da feira.
De carla silva a 28 de Dezembro de 2007 às 19:33
Caro Alguém,

Ao contrário do que sugere, não se trata de nenhuma atitude de racismo ou falta de ética o apelidar de Dr. Preto o Dr. Tavares. O Dr. Tavares, homem iluminado, excelente profissional e a título pessoal grande amigo, era chamado, carinhosamente por Dr. Preto sem qualquer desprimor ou sentido pejorativo. Nome que o próprio aceitava como seu. Aproveito para dizer que mal há dizer-se preto se de nós dizemos branco?

Comentar post